Vara do Trabalho de Goiatuba apresenta produtividade superior a 100%

Desembargador Paulo Pimenta com os juízes da VT de Goiatuba Narayana Hannas, titular, e Ranúlio Moreira, auxiliar

O ótimo desempenho da Vara do Trabalho de Goiatuba no cumprimento da Meta 1 do CNJ em 2016 (110%) e em 2017 (121,65) foi um dos destaques da correição ordinária realizada naquela unidade judiciária no fim do ano passado. A boa produtividade da unidade foi elogiada pelo desembargador-corregedor Paulo Pimenta, que parabenizou a atuação dos juízes Narayana Hannas, titular, e Ranúlio Moreira, auxiliar.

Foi motivo de destaque também a eficiente prestação jurisdicional da unidade cujos prazos médios de duração dos processos nos últimos dois anos ficaram muito abaixo da média da Região e do grupo de varas do trabalho com movimentação processual similar. Em 2016, o prazo médio de duração processual foi de 92,2 dias enquanto que em 2017 foi de 91,4 dias.

As atividades da Secretaria da Vara também mereceram destaque na correição, que apontou o regular impulsionamento dos processos e observância dos prazos legais. Nesse sentido, o desembargador Paulo Pimenta parabenizou toda a equipe da VT na pessoa do diretor Faustto Rocha.

Outras metas

Corregedor do TRT18, desembargador Paulo Pimenta, com os juízes e servidores da VT de Goiatuba

A VT de Goiatuba ainda alcançou “excelente” resultado no cumprimento da Meta 5 (impulsionar processos na fase executória) cujo índice chegou a 102,57% e foi parabenizada pelo cumprimento antecipado da Meta 2 (julgar processos mais antigos), com percentual de 110,84%.

Por fim, o desembargador-corregedor demonstrou preocupação com a Meta 3 (aumentar os casos solucionados por conciliação), cujo índice foi de 37,44% . Paulo Pimenta reconheceu que a situação econômica vivenciada pelo país não revela um cenário favorável para o incremento das conciliações. No entanto, exortou os magistrados que continuem envidando os esforços necessários para a pacificação dos conflitos submetidos à sua apreciação.

Advogados

Vários advogados da cidade se reuniram com o corregedor.

Durante os trabalhos correicionais em Goiatuba, o desembargador-corregedor recebeu a visita dos advogados Caroliny Marques, Jô Quixabeira da Silva, Fábio Alves Martins, Rafael Abdala, Max Meirelles, Matheus Martins e Pedro Henrique Silva.

Na ocasião, os advogados elogiaram o cordial tratamento dispensado aos advogados pelos magistrados e servidores da unidade e destacaram a eficiência da Secretaria no impulsionamento dos processos, bem como a operosidade dos magistrados na rápida tramitação processual. Por fim, reivindicaram a melhora do espaço físico da VT. O desembargador-corregedor agradeceu a visita dos advogados, os elogios feitos e as sugestões apresentadas e adiantou que as novas instalações da unidade estão com previsão de inauguração para junho de 2018.

Seção de Imprensa-CCS

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18 e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.