Juízes Kleber Waki e Platon Teixeira Neto tomam posse na Enamat

Facebooktwitteryoutubeinstagram

O Órgão Especial do Tribunal Superior do Trabalho (TST) elegeu, nesta segunda-feira (2/3), os novos membros das comissões permanentes do TST para o biênio 2020/2022. Na mesma sessão, a ministra Maria Helena Mallmann foi eleita ouvidora-geral do Tribunal, e a ministra Dora Maria da Costa foi escolhida para dirigir a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat).

Kleber Waki com o desembargador Paulo Pimenta, presidente do TRT-18: “Queria agradecer a presença do presidente de nosso tribunal e do Coleprecor, desembargador Paulo Pimenta, em gesto de reconhecido apreço pela instituição.”

Na ocasião, o juiz Kleber Waki, titular da 17ª Vara do Trabalho de Goiânia, foi empossado como membro do Conselho Consultivo da Enamat, na vaga destinada a juiz do trabalho de primeiro grau, juntamente com os ministros Douglas Alencar, Breno Medeiros e Alexandre Ramos, a desembargadora Flávia Simões Falcão, do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO) e o desembargador João Carlos Ribeiro de Souza, do TRT da 23ª Região (MT).

Em seguida, o juiz Platon Teixeira Neto, titular da Vara do Trabalho de São Luis de Montes Belos, foi empossado no cargo de juiz auxiliar da direção da Escola. A posse do juiz Platon Neto foi realizada no Gabinete da diretoria da Enamat.

Para Platon Neto, a atuação na nova função, que agrega atuação administrativa e pedagógica, é uma oportunidade para auxiliar na capacitação dos juízes em âmbito nacional. “Todas as diretrizes e orientações para as Ejuds vêm pela Enamat e vou atuar na organização de cursos presenciais e a distância”, ressaltou o magistrado, que também planejará os conteúdos a serem aplicados nos cursos EAD.

Segundo o juiz, a posse no novo cargo é, de certa forma, o reconhecimento do trabalho que vinha sendo feito na EJUD18. Platon Neto atuou por um ano como coordenador pedagógico na 18ª Região. “Gostaria de demonstrar a minha gratidão ao desembargador Eugênio Cesário por esse ano de rica experiência frente a coordenação pedagógica da EJUD18”, concluiu.

O juiz Kleber Waki disse ser uma honra participar mais diretamente na atuação de um órgão essencial na continua formação da magistratura trabalhista. Segundo o magistrado, “a educação estimula a criação de ambientes democráticos e é por meio deles que se constrói o conhecimento”.

Ele agradeceu à ministra Dora Maria da Costa e ao TST pela escolha de seu nome para integrar o Conselho Consultivo da entidade.

Kleber Waki agradeceu ao desembargador Platon Teixeira Filho e à sua esposa Eliane Platon – presentes no evento para prestigiar, muito especialmente, a nova missão recebida pelo juiz Platon Neto – e, por fim, desejou ao novo juiz auxiliar da Enamat votos de muito sucesso.”

Fabíola Villela
Setor de Imprensa – TRT-18

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Escola Judicial, Notícias. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.