Gestão Estratégica do Tribunal apresenta indicadores do plano estratégico em reunião com comitê gestor e desembargadores

Imagem 006Comitê gestor do Tribunal e desembargadores se reuniram na última terça-feira, 9/9, para discutir ações e projetos que estão sendo realizados para o alance dos indicadores relacionados ao objetivo estratégico do TRT Goiás. Também foram tratados na reunião temas como a periodicidade das pesquisas de qualidade de vida e clima organizacional e de satisfação de clientes, além do alinhamento do Plano Estratégico do TRT-18ª ao do Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Participaram da reunião os desembargadores Iara Teixeira Rios, Aldon Taglialegna, Eugênio Cesário e Kathia Albuquerque, e os membros do comitê estratégico Humberto Ayres (STI), Marcos Antunes (SGJ), Cássia Maria (GE), Aldaise Rezende (SGP) e Ana Beatriz Braga (SGP).

Indicadores
Conforme relatório apresentado pela Gestão Estratégica, alguns indicadores ultrapassaram a meta estabelecida pelo Tribunal, como o índice de condições de trabalho, que alcançou 62,5% em 2013, 12,5% além da meta, que era de 50% para aquele ano. A meta é que seja alcançado o índice de 100% até 2017. Alguns projetos em andamento para o alcance dessa meta são o projeto Saúde ocupacional e riscos ambientais, TRT em ação, TRT ergonômico e ampliação dos serviços de fisioterapia.

Outro índice positivo foi o de disponibilidade de serviços essenciais de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC). A meta era alcançar 99% até 2017, e esse percentual foi alcançado em julho de 2014, com 99,26%. Dentre os projetos dessa área estão Avaliação da Gestão de TIC, Site Backup, Atualização do software de virtualização-PJe, implementação do Sistema de Gestão de Segurança da Informação, entre outros.

Taxa de Congestionamento
Uma das metas não alcançadas foi a redução do indicador da taxa de congestionamento na execução trabalhista. A meta era que em 2014 esse valor alcançasse o percentual de 69,72%, entretanto, os dados de julho mostraram que esse percentual é de 80%. No caso desse indicador, quanto menor o percentual menor é a quantidade de processos aguardando quitação.
A taxa de congestionamento é um índice utilizado pelo Conselho Nacional de Justiça para aferir produtividade do tribunal em um período, levando-se em conta o total de casos novos que ingressaram, os casos baixados e o estoque pendente ao final do período.

No intuito de melhorar esse indicador, o Tribunal está desenvolvendo vários projetos, tais como: a Central de Inteligência, a possibilidade de pagamento de dívidas com cartão de crédito, a inclusão da listagem dos 100 maiores devedores no site, a implementação das Semanas da Execução do CSJT e CNJ, dentre outros.

Ainda, na reunião, decidiu-se que as pesquisas de qualidade de vida e clima organizacional e de satisfação de clientes não serão mais anuais, passando a ser bianuais.

Lídia Neves
Núcleo de Comunicação Social

 

Esta entrada foi publicada em Gestão, Notícias e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.