Escola Judicial oferece cursos de especialização em Gestão Pública e Direito e Processo do Trabalho

Facebooktwitteryoutubeinstagram

O Diretor da Escola Judicial do TRT de Goiás, desembargador Eugênio José Cesário Rosa, autorizou a criação de novas turmas para os cursos de pós-graduação latu-sesu em Gestão Pública e em Processo e Direito do Trabalho, voltados para magistrados e servidores do TRT da 18ª Região, com início previsto para agosto deste ano. Nessa segunda fase, serão oferecidas cerca de 140 vagas distribuídas entre as duas pós-graduações, que se somadas as 100 vagas iniciais das primeiras turmas já em andamento, teremos o total de 240 alunos beneficiados.

Os cursos, com carga horária de 360 horas, fazem parte do Plano Anual de Capacitação e serão totalmente custeados pela Escola Judicial. A ideia de promoção desses dois cursos de especialização levou em consideração as medidas emergenciais do Governo, tomadas em razão da pandemia do novo coronavírus, que levaram a Escola Judicial a reestruturar os seus planos de ensino devido ao cancelamento dos cursos presenciais. O objetivo é continuar promovendo, mesmo que à distância, o desenvolvimento de magistrados e gestores nas questões relativas à moderna gestão pública e ao direito e processo do trabalho.

O que impressionou a direção da Ejud-18 foi a quantidade de magistrados e servidores interessados em realizar esse tipo de formação, de natureza mais específica e aprofundada. “Foi uma grata surpresa verificar como os nossos magistrados e servidores estão comprometidos com o próprio aperfeiçoamento profissional, o que sem dúvida contribuirá para o melhoria de nossa prestação jurisdicional. Isso só indica que a Ejud 18 está trilhando o caminho certo para atender as necessidades formativas de nossos alunos no cumprimento de missão institucional do TRT da 18ª Região”, comentou o diretor da Escola.

Nas duas primeiras turmas, cujas aulas foram iniciadas em junho, das 100 vagas ofertadas, 10 foram destinadas a magistrados e 90 a servidores. Foram contemplados primeiramente servidores os servidores em cargos comissionados (CJ-1 a CJ-4) no curso de Gestão Pública e por assessores de desembargadores e assistentes de juízes no curso de Direito e Processo do Trabalho. Nesse segundo momento, a Escola Judicial está envidando esforços para atender os demais interessados, que se inscreveram para o processo seletivo.

Escola Judicial da 18ª Região

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Escola Judicial, TRT18. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.