Correição na VT de Caldas Novas destaca bom desempenho no prazo médio dos processos

Facebooktwitteryoutubeinstagram

O corregedor do Tribunal Regional do Trabalho de Goiás (TRT-18), desembargador Daniel Viana Júnior, finalizou a correição na Vara do Trabalho de Caldas Novas na última sexta-feira (9/10). Nessa oportunidade, foi constatada a redução em 27,6% da demanda processual no exercício de 2019. Para 2020, foi estimada uma demanda processual de aproximadamente 1.360 processos. Entretanto, o corregedor ressaltou que o cenário atual é incerto para estimar a demanda deste exercício em decorrência das recentes alterações na legislação trabalhista, com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia nas relações de trabalho.

O corregedor observou que a ordem cronológica no julgamento dos processos é observada pelos juízes titular e auxiliar, Juliano Santos e Thais Villa Verde. Ele destacou que, segundo os dados estatísticos extraídos do sistema e-Gestão, até agosto de 2020, o prazo médio de duração dos processos, entre a entrada da ação e a sentença, no rito ordinário, desceu de 156 dias em 2019 para 129 dias. A VT de Caldas Novas ainda foi destaque por ter cumprido, em 2019, todas as metas nacionais fixadas pelo CNJ, tendo sido agraciada com o Selo Diamante.

O desembargador-corregedor fez um agradecimento especial aos servidores da Secretaria da unidade pela “valiosa colaboração dada na execução do Projeto Garimpo” e pediu que continuem dando atenção ao projeto, principalmente diante do atual cenário de pandemia e os consequentes impactos econômicos na população.

IGest

De acordo com o relatório mais recente do Índice Nacional de Gestão de Desempenho da Justiça do Trabalho (Igest), referente ao período de julho de 2019 a junho de 2020, a Vara do Trabalho de Caldas Novas ficou em 113º lugar, entre 565 Varas do Trabalho existentes no País dentro da mesma movimentação processual; e em15º lugar entre 26 Varas do Trabalho existentes na 18ª Região com a mesma movimentação processual. O Igest condensa indicadores como acervo, celeridade, produtividade e taxa de congestionamento em relação à força de trabalho com a finalidade de contribuir para o aprimoramento da gestão das Varas do Trabalho do País.

OAB

O desembargador Daniel Viana recebeu o presidente interino da Subseção da OAB de Caldas Novas, o advogado Rogério Buzinhani; o presidente da comissão de Direito do Trabalho da subseção de Caldas Novas; e os advogados Johnatan Venancio Pires e Suzana França Santos, secretária-geral da Subseção.

Os advogados elogiaram a unidade e o advogado Wilian Cezar manifestou o desejo de que as audiências iniciais, realizadas por teleconferência, continuem seguindo esse formato, ante à sua praticidade e economia de recursos.

A Vara do Trabalho de Caldas Novas possui jurisdição sobre os municípios de Água Limpa, Caldas Novas (sede da jurisdição), Corumbaíba, Marzagão, Morrinhos e Rio Quente.

Para mais detalhes sobre esta correição, acesse a íntegra da ata correicional clicando aqui.

Comunicação Social/TRT-18

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Corregedoria, Notícias, TRT18. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.