Aberta exposição de pinturas da artista plástica Laurice Noleto no TRT18

Facebooktwitteryoutubeinstagram

IMG_2872-reduzidaEm vernissage realizado na noite de quarta-feira, 29/6, a artista plástica Laurice Noleto abriu a exposição de pinturas “Laurice – Contemplação da alma” no Espaço Cultural do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (Goiás). A mostra com 32 telas pode ser visitada até o dia 30/7, das 8h às 16h, no primeiro andar do Fórum Trabalhista, na rua T-51, esquina com avenida T-1, no Setor Bueno, em Goiânia, com entrada franca. A abertura da exposição movimentou o Espaço Cultural do Tribunal. O evento foi prestigiado por dezenas de amigos e convidados de Laurice, muitos deles também artistas plásticos de destaque. O desembargador do TRT18 Welington Peixoto, amigo de Laurice, também participou do vernissage.

Os trabalhos da artista, em óleo sobre tela, retratam aves do Pantanal, paisagens do Cerrado e da Floresta Amazônica, além do cotidiano dos povos que vivem nesses locais. Laurice contou que já fez várias exposições no Brasil e em outros países (Áustria, República Dominicana, Chile e Estados Unidos) com quadros explorando essa temática. No entanto, a perda de um familiar e o período de luto fizeram com que ela se aventurasse por outros caminhos e estilos. Além da fauna e da flora brasileiras, as telas expostas no Fórum Trabalhista de Goiânia trazem também influências contemporâneas e releituras do cubismo e do impressionismo, estilos que Laurice Noleto disse amar.

Ela ainda contou que começou a pintar incentivada pelo marido, Pedro Evilázio, companheiro de vida há 48 anos. Segundo Laurice, há 16 anos o esposo sofreu um AVC e, ao passar por um ateliê de pintura, no caminho da fisioterapia, ele sugeriu a ela que iniciasse um curso de pintura, já que ele percebeu que a vida dela estava totalmente dedicada à recuperação dele. “Ele quis que eu fizesse alguma coisa que não fosse só cuidar dele e daí veio a arte. Hoje dedico essa exposição ao meu marido, que foi e é meu grande incentivador. Ele tem um orgulho muito grande do meu trabalho e cuida de minhas telas melhor que eu”, brincou.

IMG_2925Um dos artistas plásticos que acompanhou a carreira de Laurice Noleto desde o início é o goiano Diomar Lustosa, dono do antigo “Ateliê do artista”, que funcionou na Avenida 85 e onde ele deu aulas por doze anos. Diomar compareceu ao vernissage e disse que é muito gratificante ver o desenvolvimento do trabalho dela. “É uma pessoa que vi dar as primeiras pinceladas e a aprender a matemática das cores. Hoje vejo os trabalhos que ela faz e me surpreendo. É aquela coisa de o aluno superar o seu mestre”, declarou.

Ao discursar, Laurice agradeceu a Deus pelo dom da pintura, aos amigos e familiares presentes, lembrando que muitos vieram de outras cidades, e também ao TRT18 e à Divisão de Comunicação Social e Cerimonial pela oportunidade de expor as telas na sede da Justiça do Trabalho em Goiás.

Wendel Franco/Seção de Imprensa – DCSC

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.