Doações de juízes e servidores durante vacinação solidária alcançam 668 famílias

Facebooktwitteryoutubeinstagram

O TRT de Goiás concluiu nesta segunda-feira, 7/6, a distribuição de 668 cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade, entregues diretamente a seus beneficiários. As cestas foram fruto de doações de juízes e servidores durante a vacinação contra a gripe Influenza, realizada pelo Tribunal em abril deste ano. As entregas foram feitas de forma escalonada para não gerar aglomeração.

Janete foi uma das beneficiárias das doações

Entre as beneficiárias, está Janete Batista. Ela é moradora do assentamento Norberto Teixeira, em Aparecida de Goiânia, e vai dividir os alimentos da cesta com 10 pessoas da família, entre filhos e netos. No mesmo bairro, mora Poliana Alves, que também recebeu uma cesta, tem quatro filhos pequenos e relata não conseguir trabalhar por não ter com quem deixar as crianças. 

A campanha de vacinação deste ano arrecadou 668 cestas básicas, que contêm um total de mais de 8,6 toneladas em alimentos. Além de Norberto Teixeira, as cestas foram distribuídas na região do Jardim Cascata, em Aparecida de Goiânia, e no assentamento São Marcos, em Goiânia. Os funcionários terceirizados do Tribunal na capital, como as auxiliares de limpeza, que permaneceram em seus postos de trabalho mas sofreram com a diminuição da renda familiar em virtude da pandemia, também receberam algumas das cestas arrecadadas. Outro montante, de 36 cestas básicas, foi distribuído pela servidora Dayana da Silva, por meio do grupo solidário Representantes do Bem.

Agravamento da fome

Conforme noticiado no G1, um levantamento nacional da Central Única de Favelas (Cufa) identificou que o desemprego causado pela pandemia do coronavírus agravou a fome nas comunidades carentes. Para prestar auxílio a estas comunidades, nove entidades em Goiás receberam, até o momento, 2.360 cestas básicas oriundas de verba em ação civil pública julgada na Justiça do Trabalho em Goiás para distribuição às pessoas mais necessitadas.

Solidariedade

Desde o ano passado, a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas passaram a compor as metas de todo o poder Judiciário. Tendo em vista, em especial, os objetivos números 1 (erradicação da pobreza) e 10 (redução das desigualdades) da Agenda 2030, foi instituída uma comissão de solidariedade no Tribunal, que tem o objetivo de realizar acompanhamento de campanhas solidárias em prol de comunidades carentes durante e após a pandemia. Caso tenha alguma sugestão, envie para socioambiental@trt18.jus.br.

Leia mais: notícia da primeira etapa de entrega dessas doações

Lídia Barros
Comunicação Social/TRT-18

Facebooktwitter

Ficou em dúvida quanto ao significado de algum termo jurídico usado nessa matéria?
Consulte o glossário jurídico: www.trt18.jus.br/portal/noticias/imprensa/glossario-juridico/
Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.