Você sabia que o Tribunal possui 4 redes wi-fi para acesso à internet?

Muita gente ainda não sabe, mas o TRT-18 disponibiliza a magistrados e servidores, advogados, partes e demais visitantes acesso gratuito à internet. São quatro redes wi-fi com boa disponibilidade de banda e rapidez nas edificações da Justiça do Trabalho da capital. O serviço foi implementado em agosto do ano passado por meio de um acordo de cooperação técnica entre o TRT-18 e a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO).

Para liberar as novas redes, a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do TRT (STI) instalou e configurou 85 pontos de acesso de última geração nas dependências do Complexo Trabalhista. Antes, os usuários só podiam acessar o portal do TRT-18 e os sistemas PJE e Sisdoc. Agora, por meio das redes disponíveis, poderão navegar pela internet sem restrição durante o período em que estiverem nas dependências do Tribunal.

Advogados Belquiss Brandão e Delmer Cândido na sala da OAB-GO no Fórum Trabalhista de Goiânia.

A advogada trabalhista Belquiss Brandão elogiou a qualidade da rede wi-fi do TRT. “A implantação da rede wi-fi foi fundamental. Porque muitas vezes você precisa acessar um processo de última hora e essa rede facilitou muito”, afirmou. Ela disse que só acessava os sistemas do TRT pelo celular por não saber que era permitido acessar outros sites. Já o advogado Delmer Cândido da Costa, que atua na justiça trabalhista há 46 anos, não é muito adepto a acessar a internet por meio de smartphones. “Aqui na sala da OAB fica mais fácil todo e qualquer ajustamento na observação dos processos. Além disso, a tela do computador é maior que a do celular e aqui já consigo tudo que preciso”, justificou ao explicar que prefere acessar a internet por computador.

Veja como é simples acessar as redes:

Advogados – acesso à rede “TRT18_OAB” por meio de login e senha cadastrados no site da OAB-GO (mesmo utilizado para impressão dos boletos de anuidade).

Magistrados, servidores e estagiários – acesso à rede “TRT18_Corporativa” por meio de login e senha cadastrados nos sistemas do TRT-18.

Público geral – acesso à rede “TRT_Pública” por meio de tickets ou vouchers fornecidos nas recepções do Fórum Trabalhista de Goiânia e do Edifício Ialba-Luza, mediante apresentação de documento pessoal. Esses acessos terão duração de 4 horas, podendo o usuário solicitar outro ticket se necessário.

Procuradores do Trabalho – acesso à rede “TRT18_PRT” mediante senha fornecida pela Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal. Disponível no Edifício Ialba-Luza e no Fórum Trabalhista.

Além dessas, existe também uma rede específica disponível somente durante a realização de eventos no Tribunal, como seminário ou outros cursos. A senha é fornecida aos participantes no início dos eventos.

A tecnologia utilizada pela STI emprega os mais novos protocolos de transmissão sem fio, com gerência centralizada, permitindo que os usuários transitem entre os pavimentos e os prédios do Complexo Trabalhista sem que sejam necessárias novas autenticações, da mesma maneira que ocorre na telefonia celular.

A STI preparou três manuais para orientar o público a fazer as conexões em notebooks com os sistemas operacionais Windows 7 e Windows 10 e em aparelhos celulares ou tablets com os sistemas Android e iOS. É só clicar nos links abaixo para acessá-los.

Orientações para conexão de notebooks com Windows 7 ou 10

Orientações para conexão de celulares e tablets com sistema operacional Android

Orientações para conexão de celulares e tablets com sistema operacional iOS

 

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.