Vara do Trabalho de Luziânia: corregedor destaca redução do prazo médio no rito sumaríssimo

Desembargador Paulo Pimenta, o diretor da Secretaria da Corregedoria Regional, Marcelo Marques, e a equipe da VT de Luziânia

Na visita correicional à Vara do Trabalho de Luziânia, na quarta-feira (4/4), o desembargador-corregedor Paulo Pimenta elogiou a celeridade dos trabalhos desempenhados pela juíza titular, Rosana Padovani, e equipe de servidores, com destaque para a redução do prazo médio no rito sumaríssimo para 50 dias nos meses correicionados este ano. O magistrado ainda ressaltou a premiação recebida pela VT de Luziânia, que cumpriu seis das sete metas do Judiciário em 2017 e conquistou o selo Prata na premiação Selo Metas CNJ 2017.

Com a juíza Rosana Padovani e o diretor de Secretaria João Paulo

Na ata correicional, também foi destaque a inexistência de pendências processuais acima do limite legal e o considerável aumento da produtividade da VT no ano passado, alcançando o índice de 112% (IPJ), índice acima daquele aferido em 2016 (92%), realçando, uma vez mais, conforme Paulo Pimenta, “o notório comprometimento e operosidade da magistrada que atua neste juízo”. Os advogados que se reuniram com o corregedor também elogiaram a celeridade dos trabalhos realizados pela juíza e pelos servidores. Eles ainda agradeceram a Administração do Tribunal pela realização das audiências do programa Justiça Itinerante em Cristalina, o que tem facilitado a solução de demandas na região.

Paulo Pimenta comentou que o tempo médio de duração dos processos submetidos ao rito ordinário no ano passado esteve acima da meta fixada pela Corregedoria Regional (180 dias), mas que neste exercício de 2018 já percebeu uma significativa redução desse tempo para 166 dias. O corregedor pediu à juíza titular uma ampliação dos esforços para reduzir o prazo médio de designação das audiências iniciais em processos submetidos ao rito ordinário, pois o seu elastecimento tem impactado no prazo médio do rito ordinário.

Com relação às execuções, a VT de Luziânia iniciou 635 e baixou 631 execuções, desempenho considerado excelente pelo corregedor. Ele pediu, entretanto, atenção quanto à observância da Recomendação TRT/SCR nº 1/2018, para que seja feita uma maior inclusão de processos na fase executória para tentativa de conciliação. Já quanto ao índice geral de conciliação, por pouco a VT de Luziânia não alcançou a meta, tendo sido aferido o índice de 53,8% e a cláusula de barreira era de 54%.

Na visita correicional, a servidora Luzinete Nascimento recebeu uma placa de homenagem das mãos do desembargador Paulo Pimenta e da juíza titular Rosana Padovani, pelos seus 25 anos de atuação na Vara do Trabalho de Luziânia, desde que a unidade foi instalada

Ao final, Paulo Pimenta parabenizou toda a equipe de servidores, na pessoa de seu diretor, João Paulo Brazil Silva, pelo comprometimento e operosidade no desempenho de suas atividades. Conforme os dados levantados da correição de 2018, a VT de Luziânia já havia conseguido cumprir cinco das sete metas do Judiciário para este ano.

Segurança
Na reunião da equipe da VT de Luziânia com o corregedor, os servidores pediram uma maior atenção do Tribunal quanto à segurança na unidade. O desembargador Paulo Pimenta afirmou que vai buscar um aprimoramento da segurança na unidade, com a instalação de câmeras de segurança e a efetivação das portas giratórias, e que, para isso, já encaminharia as solicitações para o Núcleo de Segurança adotar as providências.

Advogados

Corregedor Paulo Pimenta recebeu advogados que atuam na Justiça do Trabalho local

Durante dos trabalhos correcionais, o desembargador-corregedor recebeu a visita dos advogados Alessandro Ribeiro de Carvalho, Rafael Pinheiro Cunha e Idelcio Ramos Magalhães Filho. Eles elogiaram a celeridade dos trabalhos desempenhados pelo juízo e a condução das audiências por parte da juíza titular. Também agradeceram a Administração do Tribunal pela realização das audiências da Justiça Itinerante em Cristalina, facilitando a solução de demandas reprimidas na região. 

Confira aqui a Ata de Correição.

Setor de Imprensa/CCS

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18 e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.