TRT prestigia posse da nova diretoria da Agatra

O presidente do TRT-GO, desembargador Paulo Pimenta, o desembargador Welington Peixoto e o juiz Alexandre Piovesan, presidente da Amatra18, prestigiaram a posse da nova diretoria da Associação dos Advogados Trabalhistas de Goiás (Agatra) para o biênio 2019/2021. A cerimônia foi realizada no fim da tarde da última sexta-feira (10/5) no auditório do Fórum Trabalhista de Goiânia.

A Associação passou a ser presidida pelo advogado Jerônimo José Batista Júnior, que tem como vice o advogado Joaquim Cândido dos Santos Júnior. Também foram empossados o secretário Fernando Mendes da Silva, os tesoureiros Wellisson Amaral e Antônio Carlos Rodrigues, o diretor jurídico Wellington de Bessa Oliveira, a diretora social Cristiane Pavan e os integrantes dos Conselhos Deliberativo e Fiscal e das comissões.

Ao deixar a presidência da Agatra, a advogada Maria Madalena Carvelo agradeceu o apoio e a colaboração recebidos do TRT-GO nos últimos dois anos e desejou êxito ao novo presidente. Em seu discurso, Madalena Carvelo também ressaltou sua gratidão pelo respeito que o TRT-GO tem dispensado à associação.

Na ocasião, ela foi homenageada pela Agatra pelos relevantes serviços prestados à advocacia trabalhista. O presidente da OAB, Seção Goiás, Lúcio Flávio Paiva, reconheceu o papel fundamental exercido pela advogada para promover a união entre as duas instituições. “Ela foi a ponte que nos uniu”, ressaltou ao reiterar o compromisso da OAB com a nova gestão.

O desembargador Paulo Pimenta destacou o nível de maturidade do relacionamento institucional que a advocacia goiana mantém com o Tribunal e se colocou à disposição da Agatra e da OAB para estabelecer a melhor interlocução possível entre os interesses da advocacia e as possibilidades administrativas do Tribunal. “A união de propósitos sempre foi uma marca de nossa relação institucional e é preciso que nos unamos ainda mais em um momento em que a Justiça do Trabalho e o Direito do Trabalho se encontram ameaçados”, assinalou.

Em seu discurso, a presidente da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (Abrat), Alessandra Camarano, falou da importância dos operadores do direito retomarem o poder de reflexão. “Precisamos mudar a interlocução com a sociedade, sem atacar, sem ofender e restabelecer os limites do bom convívio e a advocacia sabe fazer isso”, afirmou.

O novo presidente da Agatra, Jerônimo Júnior, reafirmou seu compromisso de cumprir a missão, de ter uma gestão transparente, em prol da valorização dos advogados trabalhistas e em sintonia com a OAB. “É uma honra assumir a presidência da Agatra; e também um desafio diante de um cenário nacional melindroso, com a redução do número de processos após a Reforma Trabalhista”, destacou o novo presidente da entidade. “Sei que a tarefa não será fácil, embora me conforte a companhia de tantos colegas de diretoria, movidos pelo mesmo entusiasmo, e dotados de reconhecida capacidade e coragem”, concluiu.

Após a posse, os advogados assistiram à palestra proferida pelo juiz Alexandre Piovesan, atual presidente da Amatra18, sobre os precedentes na Justiça do Trabalho e sua repercussão na advocacia trabalhista

Fabíola Villela
Setor de Imprensa/CCS

 

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.