Correição na 1ª VT de Goiânia destaca aumento da produtividade e redução no volume de processos na fase de execução

Equipe da 1ª VT de Goiânia com o corregedor regional do TRT18, desembargador Paulo Pimenta

O desempenho da 1ª Vara do Trabalho de Goiânia em 2017 foi considerado muito bom pelo desembargador-corregedor Paulo Pimenta em razão do “considerável” aumento da produtividade, cujo índice foi de 118%, acima do alcançado em 2016 (90%). Outro destaque foi a redução do volume de processos na fase de execução. A Vara conseguiu baixar 674 execuções, ao passo que foram iniciadas 631, atingindo o percentual de 118,68%.

Segundo o desembargador, que encerrou a correição ordinária na unidade no dia 7 de março, embora seja uma das Varas mais antigas e com um acervo maior de processos na fase executória, a 1ª VT conseguiu superar as dificuldades e cumprir cinco das sete metas nacionais do CNJ. Além da Meta 5, referente ao impulsionamento e baixa de processos na fase de execução, a VT também atingiu percentuais superiores a 100% nas Metas 1 (julgar 90% da quantidade de processos de conhecimento distribuídos no ano passado), 2 (julgar processos mais antigos), 6 (priorizar o julgamento das ações coletivas) e 7 (priorizar o julgamento dos processos dos maiores litigantes), desempenho que rendeu à unidade o recebimento do Selo Metas do CNJ 2017-TRT18, na categoria Bronze.

Desembargador Paulo Pimenta (esquerda) com o juiz Édison Vaccari (à direita) e o diretor de Secretaria Silvestre Ferreira Júnior

Por outro lado, o desembargador-corregedor mostrou preocupação com o aumento contínuo dos prazos médios de duração dos processos na unidade e pediu aos magistrados que envidem os esforços necessários visando a redução desses prazos para patamares inferiores a 90 e 180 dias, respectivamente, para os processos dos ritos sumaríssimo e ordinário.

Paulo Pimenta ainda destacou a diligente atuação da unidade no atendimento das recomendações feitas na última correição e parabenizou os magistrados Édison Vaccari, titular, e José Luciano Leonel de Carvalho, auxiliar, e os servidores pela valiosa contribuição dada no desempenho do Tribunal em relação às metas nacionais e específicas fixadas pelo CNJ em 2017.

Setor de Imprensa/CCS

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18 e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.