Advogados trabalhistas promovem ato em defesa da Justiça do Trabalho na segunda-feira, 21/1, em frente ao TRT-GO

Desembargador Platon Filho ouviu os advogados na segunda-feira

Advogados trabalhistas promovem em vários estados do país, na próxima segunda-feira (21/1), um ato em defesa dos direitos sociais e da Justiça do Trabalho, cuja extinção foi cogitada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em entrevista concedida a uma emissora de televisão no início deste mês. Em Goiânia, a manifestação pela continuidade da existência desse ramo especializado do Poder Judiciário da União acontecerá em frente ao Fórum Trabalhista da capital, localizado na rua T-51, no Setor Bueno, às 8h30.

Desembargador Platon Teixeira Filho, a centro, com os advogados Maria Madalena Carvelo, Eliane Rocha, Wellisson Amaral, Jerônimo José, Antônio Carlos, Bruno de Castro, Wellington de Bessa e Fernando Mendes

A ideia do ato partiu da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (Abrat), que mobilizou as associações estaduais que reúnem os advogados afiliados. A presidente da Associação Goiana de Advogados Trabalhistas (Agatra), advogada Maria Madalena Carvelo, e outros colegas de profissão estiveram na Presidência do TRT18 na tarde de segunda-feira (14/1) para convidar o Regional para o ato. Eles foram recebidos pelo desembargador-presidente Platon Teixeira Filho.

A Agatra informou ainda que o ato em Goiânia terá o apoio do Ministério Público do Trabalho (MPT-GO), da Ordem dos Advogados do Brasil/Seção Goiás (OAB-GO) e da Associação dos Magistrados do Trabalho da 18ª Região (Amatra18). Em outros estados, os TRTs da 2ª Região (São Paulo), da 11ª Região (Amazonas e Roraima) e da 14ª Região (Rondônia e Acre) também já divulgaram a manifestação nacional em seus sites. Pelo país afora, as manifestações já ganharam o apoio de associações de juízes, procuradores e servidores públicos.

Mitos

Com o intuito de esclarecer ideias equivocadas e difundidas nas redes sociais e nos meios de comunicação, a Abrat elaborou uma carta à sociedade brasileira com o título “Mitos e verdades sobre a Justiça do Trabalho”. Um desses mitos é o de que o Brasil é o único país no mundo a contar com o Judiciário Trabalhista. O documento cita outros países que possuem uma estrutura especializada em questões trabalhistas. Leia a íntegra da carta aqui.

Wendel Franco
Setor de Imprensa

Esta entrada foi publicada em TRT18 e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.