TRT18 adere à campanha Abril Verde – todos juntos pela saúde e segurança no trabalho

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Durante todo o mês de abril, o Fórum Trabalhista de Goiânia e o edifício Ialba-Luza ganharão iluminação especial na cor verde, visando conscientizar as pessoas que frequentam a Justiça do Trabalho para esta importante causa. Serão, ainda, distribuídos folders e cartilhas e feita uma sensibilização direta na entrada do prédio. A ação é promovida pelo Comitê Regional do Programa Trabalho Seguro, coordenado pelo desembargador Welington Luís Peixoto.

“Evitar acidentes de trabalho requer disciplina dos administradores, sendo que a conscientização dos funcionários é a prática mais importante, para o uso correto dos equipamentos de proteção individual e outros mecanismos de prevenção a acidentes”, alertou o desembargador. De acordo com a Divisão de Estatística e Pesquisa do TRT 18ª Região, foram autuados 2089 processos referentes a acidentes de trabalho em 2016 e 1.896 em 2017.

Descuido, falta de equipamentos de segurança e até exaustão provocam 700 mil acidentes de trabalho por ano em todo o país. Dados levantados pela Previdência Social e pelo Ministério do Trabalho revelam a seriedade do problema, que atinge trabalhadores de várias profissões. O Brasil é a quarta nação do mundo que mais registra acidentes durante atividades laborais, atrás apenas da China, da Índia e da Indonésia. Desde 2012, a economia já sofreu um impacto de R$ 22 bilhões, por conta de pessoas afastadas de suas funções após sofrerem ferimentos durante o trabalho. Se fossem incluídos os casos de acidentes em ocupações informais, esse número poderia chegar a R$ 40 bilhões.

De acordo com o Ministério da Fazenda, entre 2012 e 2016, foram registrados 3,5 milhões de casos de acidente de trabalho em 26 estados e no Distrito Federal. Esses casos resultaram na morte de 13.363 pessoas e geraram um custo de R$ 22,171 bilhões para os cofres públicos com gastos da Previdência Social, como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, pensão por morte e auxílio-acidente para pessoas que ficaram com sequelas. Nos últimos cinco anos, 450 mil pessoas sofreram fraturas enquanto trabalhavam.

História – Em 28 de abril celebra-se o “Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho”, devido a um acidente ocorrido em uma mina no Estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969, que matou 78 trabalhadores.

No Brasil, inclusive, foi promulgada a Lei nº 11.121/2005, criando o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.

Como no dia 7 de abril comemora-se o Dia Mundial da Saúde, instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e os cursos relacionados à saúde são de praxe associados à cor verde, o mencionado mês foi escolhido para ser o “Abril Verde”, da mesma forma que se celebra o “Outubro Rosa”, o “Novembro Azul”, dentre outros.

Tendo em vista que, segundo dados da Organização Internacional do Trabalho, o Brasil é o 4º colocado no ranking mundial de acidentes fatais de trabalho, especialmente no mês de abril deve-se buscar refletir sobre que atitudes podem ser tomadas frente a uma estatística tão alarmante.

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.