TRT solicita à Celg solução de problemas de fornecimento de energia nas Varas do Trabalho de Inhumas e Valparaíso de Goiás

(da esquerda para a direita) Ricardo Lucena, diretor-geral do TRT, desembargador Breno Medeiros, presidente do TRT, José Nunes Neto, presidente da Celg,  Débora Rosa Brasil, diretora jurídica da Celg e Humberto Eustáquio, assessor da Presidência da empresa

O presidente do TRT de Goiás, desembargador Breno Medeiros, acompanhado do diretor-geral, Ricardo Lucena, foi recebido em audiência nesta quarta-feira, às 14 horas, pelo presidente da Celg Distribuição S.A. – CELG D, José Nunes Neto. Na ocasião, o desembargador entregou ao presidente da Celg ofício em que solicita à empresa o estudo de medidas cabíveis para a solução do problema de fornecimento de energia nas Varas do Trabalho de Inhumas e Valparaíso de Goiás.

Consta do documento que, na cidade de Inhumas, não obstante o empenho da Celg, persiste a subtensão na entrada de energia da Vara, que está localizada na Rua Raul Caetano Leal, Lt. 04, no Bairro Nipo Brasileiro.

Quanto à Vara de Valparaíso, registram-se, por outro lado, constantes interrupções de energia naquela unidade judiciária localizada na Rua Fortaleza, Qd. 11-A, Lt. 18 a 24, Parque Esplanada III.

Seção de Imprensa

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.