TRT Goiás conscientiza população no Dia D contra o Aedes

IMG_1022 (Copy)

Diretor-geral, Ricardo Lucena, participa da campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti

O TRT18 promoveu nesta terça-feira, 19/4, o Dia D contra o Aedes, como parte da campanha do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) “O Judiciário contra o mosquito”. O Núcleo de Saúde montou um estande no térreo do Fórum Trabalhista de Goiânia, com demonstrações aos servidores, magistrados e ao público que frequenta o Tribunal, das formas de multiplicação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. A campanha foi realizada em parceria com a Divisão de Comunicação Social e Cerimonial.

IMG_1042 (Copy)As Varas do Trabalho do interior também participam da campanha com a dedicação de 20 minutos de cada servidor e magistrado para inspecionar o terreno que abriga cada Vara. A chefe do Núcleo de Saúde, Marina Cançado, explicou que o Tribunal está participando ativamente da política nacional do Judiciário contra o mosquito, lançada no dia 10 de abril, e informou que já foi feita uma palestra específica com os agentes de segurança e o pessoal terceirizado da área de limpeza e vigilância.
IMG_1039 (Copy)Marina Cançado também comentou que as formas de combate ao mosquito já são bem conhecidas, mas a população não conhece a fundo os detalhes de como combater os ovos do Aedes aegypti. “Ao limpar as vasilhas com água, como a do cachorro, por exemplo, é importante esfregar com a bucha os cantos desses vasilhames, pois o mosquito deposita ovos nas paredes desses recipientes. Ou seja, não adianta apenas trocar a água”, explicou.

Alexandre Dias, funcionário terceirizado que atua como carregador no Tribunal, relatou que faz vistoria no seu quintal todo fim de semana e troca a água do cachorro diariamente. “Eu também alerto meus vizinhos quando vejo que estão com água parada no quintal”, contou. Várias pessoas que passaram pelo estande, entre servidores e usuários da Justiça trabalhista, pararam para se informar e apoiar a campanha, que convida as pessoas a reservarem no mínimo 10 minutos para praticar as medidas preventivas contra o mosquito.

Números
Conforme a Secretaria Estadual de Saúde, no período de 23 de novembro de 2015 a 13 de abril de 2016, foram registrados no Estado 122 casos de recém-nascidos com microcefalia, dos quais 111 foram detectados apenas após o parto, 40% dos casos aconteceram em Goiânia. Quanto à dengue, foram notificados 96 mil casos em 2016 até o momento, e 20.900 já foram confirmados. Já o número de pessoas investigadas com suspeita de chikungunya no Estado de Goiás é de 107 até o começo de abril.

Lídia Neves – Setor de Imprensa – DCSC

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.