TRT Voluntário: projeto arrecada doações de servidores e magistrados para a pediatria do Araújo Jorge

O traço no desenho de Débora impressiona. Com apenas 12 anos de idade seu talento não passa despercebido e vem sendo estimulado pela equipe do Hospital Araújo Jorge, onde a garota trata uma leucemia.

“Gosto muito de desenhar personagens de desenho infantil e estou pensando em fazer algum curso na área de arte ou arquitetura”, planeja Débora da Silva, que também não abre mão da leitura como forma de se distrair nos períodos em que fica internada na ala pediátrica.

O espaço, que atende cerca de 700 pacientes por mês, quase todos pelo SUS, recebe crianças e adolescentes que chegam de todas as partes de Goiás e de outros estados em busca do tratamento contra o câncer. Para a chefe do Serviço de Oncologia Pediátrica do Hospital, Rosemary Gusmão Crocetti, boa parte da estrutura física que existe ali é fruto da contribuição financeira e humana do projeto TRT Voluntário, um programa que há 13 anos arrecada doações de magistrados e servidores para a pediatria do Araújo Jorge, por meio de autorização de desconto em folha de pagamento.

A médica assegura que as doações são de grande relevância para a manutenção e melhoria da pediatria. “Os recursos recebidos do TRT se transformam em cadeiras para quimioterapia, camas, berços, computadores, balanças, portas, lixeiras, lâmpadas e suportes com rodas para que as crianças possam caminhar com o soro, além da manutenção e conservação de toda a unidade”, exemplifica a oncologista. “As doações nos permitem ter mais dignidade em nossa atividade profissional, porque é muito difícil conseguir dinheiro para se trabalhar com saúde neste país”, complementa.

A médica Rosemary Crocetti mostra as instalações da pediatria do Araújo Jorge: doações de servidores e magistrados do TRT Voluntário são usadas em reformas, melhorias e manutenção da unidade

O presidente do TRT, desembargador Breno Medeiros, fez uma visita ao local na terça-feira, 27/06, e se solidarizou. “Precisamos divulgar esse projeto para que os servidores e magistrados possam conhecê-lo melhor, principalmente para aqueles recém-chegados ao Tribunal”, afirmou. Ele também destacou a humanização do tratamento e o respeito ao paciente. “O que podemos perceber é que aqui não se trata a doença, mas sim o doente”, disse.

 

A pediatria do Araújo Jorge trabalha com equipes multidisciplinares e conta com a lida incansável de enfermeiras especializadas, médicas oncologistas pediátricas, cirurgião pediátrico, psicólogo, odontólogo, musicoterapeuta, pessoal do serviço social e voluntários, dentre outros.

Os profissionais lutam diariamente contra a doença, que pode se apresentar de diversas formas. “O tipo mais comum de câncer que tratamos aqui é a leucemia, seguido pelo tumor cerebral. Em terceiro lugar estão os linfomas e, logo após, os mais diversos tipos de tumores, como tumor ósseo, tumor de rim e retinoblastoma, que é o tumor nos olhos”, explica a drª Rosemary.

O projeto TRT Voluntário é administrado pela Asjustego (Associação dos Servidores da Justiça Trabalhista do Estado de Goiás) e é executado em parceria com o servidor aposentado do TRT, Paulo Márcio Castilho, idealizador da iniciativa. Ele conta que a ideia surgiu do desejo de ajudar o próximo. “O que me move e me dá energia é a possibilidade de servir. As doações permitiram uma ampla reforma na pediatria e todo o piso da unidade foi trocado por um piso próprio para o ambiente hospitalar”, conta Paulo.


Enquanto fica a torcida para que a Débora melhore de vez e se torne uma grande artista, quem quiser fazer uma visita ao Hospital Araújo Jorge vai encontrar muito empenho e amor dos profissionais envolvidos. “Aqui nós trabalhamos em equipe, porque ninguém cura câncer sozinho”, afirma a médica Rosemary. Ela revela: “O sonho agora é a construção de uma UTI pediátrica”.

Magistrados e servidores que queiram contribuir, acessar o formulário disponível na intranet neste link.

Maurício Pimentel, Seção de Imprensa (CCS).

Fotos: Guilherme Urbano

Adicionar o link permanente aos favoritos.

Os comentários estão encerrados.