TRT de Goiás atinge 99,61% de disponibilidade dos serviços on-line

Em dezembro de 2012, o Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (Goiás) comemorou o alto índice de 99%,61 de disponibilidade dos principais serviços on-line oferecidos ao público. Desde janeiro de 2012, o índice, que é medido mensalmente, vem sendo mantido acima dos 96%. Um dos pilares da Segurança da Informação, a disponibilidade garante que os sistemas estejam abertos ao usuário no momento em que ele precisa. Para a medição do índice, foram considerados essenciais ao público os seguintes serviços: Portal, Consultas Processuais, Visualizador de documentos em pdf e Peticionamento Eletrônico.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal, Humberto Ayres, a conquista é possível graças ao investimento em infraestrutura tecnológica, aquisição de servidores de rede, utilização de softwares de virtualização e de monitoramento de serviços. “Tudo isso, somado à alta qualificação do corpo técnico, que mantem a infraestrutura computacional e os respectivos sistemas em funcionamento”. Outra ação que colabora efetivamente com o excelente índice de disponibilidade dos serviços são os plantões de monitoramento realizados pela equipe nos finais de semana, feriados e recesso.

Além de alcançar o alto índice de disponibilidade, a Secretaria de Tecnologia da Informação da 18ª Região Trabalhista tem o desafio maior de manter a excelência. Para isso, foram utilizados recursos de alta disponibilidade e de balanceamento de carga nos serviços oferecidos pela STI.

Um telão foi montado na Coordenadoria de Infraestrutura e Comunicações para monitorar o estado dos mais de 50 servidores de aplicação instalados no Data Center do Tribunal, que cobrem todo o Estado de Goiás. Na linguagem de TI, servidor é o computador que disponibiliza um serviço on-line, por exemplo, o servidor de email ou o de spark. Todas as equipes da STI (suporte, desenvolvimento, infraestrutura, segurança e governança) trabalham de forma a manter o índice de disponibilidade elevado.

De acordo com o Índice de Disponibilidade de Sistemas On-line nº 43 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a meta proposta aos tribunais brasileiros é de aumentar esse número para 99% até 2014. Também o planejamento estratégico em TI elaborado pelo TRT goiano prevê a mesma meta, porém escalonada em etapas: para 2012, a meta é de 93%, em 2013 de 95% e, finalmente, os 99% em 2014.

Lara Barros
Núcleo de Comunicação Social
Esta entrada foi publicada em Notícias, Tecnologia e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.