Seminário promovido pela Ejud 18 discute diversidade, gênero e raça

Facebooktwitteryoutubeinstagram

A Escola Judicial do TRT-18 promove no próximo dia 20 de novembro o Seminário “Diversidade, gênero e raça em debate”. O evento será transmitido pelo canal do TRT no Youtube, das 9h30 às 12h, e é aberto a magistrados, servidores, estagiários e ao público externo.

A professora e doutora em Direito Regina Stela Correa Vieira abrirá o debate com o tema ‘Discriminação por gênero no Brasil’. Em seguida, falará a desembargadora Iara Teixeira Rios. Ela vai falar sobre o “Incentivo à participação feminina no TRT-18″.

Por fim, a doutora em psicologia Marília Amaral, vai falar sobre a ‘Contextualização e visão geral do que é o nome social e como utilizá-lo’ e a juíza Adriana Melonio, do TRT da 1ª Região, abordará a ‘Discriminação de Raça no Sistema de Justiça’.

O Seminário visa colocar em foco questões pungentes na sociedade brasileira atual e os impactos da raça, gênero e opção sexual na vida dos indivíduos, na atuação do Judiciário como um todo e do TRT-18 em particular.

O evento ocorrerá no dia 20 de novembro, data em que é celebrado o dia da Consciência Negra, e, segundo a Ejud 18, “isso torna ainda mais relevante o debate acerca das questões raciais e seu impacto na sociedade brasileira e no Poder Judiciário”.

A certificação será concedida aos participantes que preencherem formulário cujo link ficará disponível na página da Ejud – 18 no portal do TRT da 18ª Região. Os interessados deverão efetuar inscrição no sistema da Ejud 18 (https://sistemas2.trt18.jus.br/eventosej/login.seam) até o início da transmissão da palestra, dia 20/11/2020, às 9h30.

Currículo dos expositores:

Regina Stela Correa Vieira

Professora do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC). Doutora, Mestre e Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (FDUSP). Realizou estágio de pesquisa doutoral no Centre de Recherches Sociologiques et Politiques de Paris, equipe Genre, Travail et Mobilités (CRESPPA-GTM), com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Apresentadora e produtora do podcast Cuidar, verbo coletivo. Colíder do Grupo de Estudos e Pesquisa Segurança Social, Trabalho Decente e Desenvolvimento (UNOESC). Membro do Grupo de Pesquisa Trabalho e Capital (GPTC-USP) e do Núcleo Direito e Democracia do CEBRAP. Desenvolve pesquisas em Direito do Trabalho, Direitos Sociais e Direitos Fundamentais, especialmente nas temáticas de gênero, cuidado e margens do mundo do trabalho.

Marília dos Santos Amaral

Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2017) com período sanduíche na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (CAPES/PDSE, 2014). É mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012) e graduada em Psicologia pela Universidade Franciscana (2009). Professora, Coordenadora de Estágios e do Centro de Produção de Saberes e Práticas em Psicologia (CEPSI) do Curso de Psicologia da Faculdade Cesusc mantida pelo Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina. Pesquisadora do Núcleo de Pesquisa Margens – Modos de vida, família e relações de gênero (PPGP/UFSC) onde participa e desenvolve pesquisas no campo da Psicologia Social Crítica, com ênfase nos Estudos de Gênero, Teorias Feministas e Estudos Queer ligadas aos temas: Sexualidades, Gênero, Corpo, Travestilidades, Direitos Humanos e Políticas Públicas.

Adriana Melonio

Juíza do Trabalho do TRT 1ª Região. Especialista em Direito do Trabalho, Processual Civil e do Trabalho e Direito Previdenciário. Integrante da Coordenação Executiva do ENAJUN – Encontro Nacional de Juízes Negros. Integrante do Grupo de Trabalho destinado à elaboração de estudos e indicação de soluções com vistas à formulação de políticas judiciárias sobre a igualdade racial no âmbito do Poder Judiciário, instituído pela Portaria CNJ nº 108/2020. Ex-servidora do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região.

Iara Teixeira Rios

Desembargadora do TRT da 18ª Região. Bacharela em Direito pela Universidade Federal de Goiás em 1994. Especialista em Direito do Trabalho pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás em 1997. Especialista em Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho pela Universidade Federal de Goiás em 2002. Exerceu a advocacia no período de 1995 a 1998. Exerceu o cargo de Analista Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Goiás em 1998. Exerceu o cargo de Delegada da Polícia Federal de Rondônia em 1999. Empossada no cargo de Procuradora do Trabalho (1999), tendo sido lotada na PRT da 15ª Região – Campinas/SP (1999), na PRT da 10ª Região – Brasília/DF (2000/2001) e na PRT da 18ª Região – Goiânia/GO (2001/2014). Representante da PRT da 18ª Região na Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente – CORDINFÂNCIA; na Coordenadoria Nacional de Combate às Fraudes nas Relações de Trabalho – CONAFRETE; na Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical – CONALIS; na Procuradoria-Geral do Trabalho durante a elaboração do Planejamento Estratégico do Ministério Público do Trabalho e membro suplente da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio-Ambiente do Trabalho – CODEMAT. Nomeada Desembargadora do Trabalho do TRT da 18ª Região pela Presidente da República Dilma Rousseff, 7 de julho de 2014. Empossada administrativamente no cargo de Desembargadora do Trabalho do TRT da 18ª Região, 21 de julho de 2014.

Comunicação Social – TRT-18

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Escola Judicial, Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.