Segurança Pública em Goiás receberá primeira parte dos recursos resultantes de acordo em ação civil pública

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Academia da Polícia Militar de Goiás vai receber parte dos recursos que serão destinados a serviços de manutenção predial

O Juízo da 3ª Vara do Trabalho de Goiânia determinou o repasse da primeira parcela dos recursos oriundos de acordo em ação civil pública e que vão beneficiar a área de Segurança Pública em Goiás. O valor liberado, cerca de R$ 500 mil reais, de um total de R$ 1 milhão, foi obtido por meio de acordo firmado entre o Ministério Público do Trabalho e empresa multinacional na área de cosméticos, a título de indenização por dano moral coletivo.

Do total a ser repassado no momento, R$ 100 mil serão destinados à reforma do auditório do Comando da Academia da Polícia Militar de Goiás. Outros R$ 146,6 mil serão repassados para a compra de uma viatura de autosalvamento avançado. Por fim, o juízo determinou a liberação de R$ 284,7 mil para a aquisição de uma viatura autobomba tanque e salvamento. As duas viaturas serão entregues ao Comando Regional Bombeiro Militar de Goiás.

O destino dos recursos foi definido em decisão colegiada, realizada em 8 de novembro deste ano, da qual participaram o juiz titular da 3ª VT, Luciano Fortini, o vice-presidente do TRT, desembargador Paulo Pimenta, e o procurador do trabalho Januário Ferreira.

Veja matérias relacionadas abaixo:

Recursos de R$ 1,7 milhão resultantes de acordo em Ação Civil Pública serão destinados à segurança pública em Goiás

Cerca de R$ 1 milhão, resultante de acordo, será destinado à compra de veículos para a segurança pública em Goiás

Setor de Imprensa/CCS

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18 e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.