Prédio Ialba-Luza será liberado para retomada de atividades internas na próxima terça-feira, 13/10

logomarca-trtA partir do dia 13 de outubro, terça-feira, será autorizada a entrada de magistrados e servidores no Edifício Ialba-Luza. A decisão da Administração foi com base no laudo pericial preliminar emitido pela Carlos Campos Consultoria e Construções Ltda, que concluiu que, embora algumas salas tenham sido danificadas pelo fogo, o prédio não foi estruturalmente afetado.

Os setores de manutenção e informática vão trabalhar durante o fim de semana para dar continuidade aos reparos na rede elétrica e na verificação da rede lógica e de todos os equipamentos de informática, serviço que pode não ser concluído até a data de liberação para circulação de pessoas no prédio. Também há previsão de que o funcionamento do sistema de ar condicionado vai demorar mais alguns dias. Por isso, foram tomadas medidas emergenciais para disponibilizar postos de trabalho no Fórum Trabalhista de Goiânia.

Assim, os servidores poderão optar por continuar no Ialba-Luza ou realizar trabalho remoto, mediante anuência da chefia imediata. Os servidores também podem utilizar as instalações das seguintes unidades:
Escola Judicial – 62 estações de trabalho
Diretoria-Geral – 16 estações de trabalho
Secretaria de Gestão de Pessoas – 6 estações de trabalho
Seção de Apoio às Comissões de Concursos – 4 estações de trabalho
Seção de Magistrados – 2 estações de trabalho

Aquelas unidades que optarem por retornar ao Ed. Ialba-Luza poderão solicitar ventiladores  à Administração pelo e-mail dg.apoio@trt18.jus.br. Os aparelhos serão remanejados, emergencialmente, de unidades sediadas no Fórum Trabalhista.

Para viabilizar o teletrabalho, a pedido da Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal, o TRT da 9ª Região cedeu 250 licenças do gabinete virtual, possibilitando a habilitação de todos os servidores lotados no Ed. Ialba-Luza na referida ferramenta, o que permite acesso remoto à rede do TRT 18.

Até que os reparos sejam concluídos, a Secretaria do Tribunal Pleno e as Coordenadorias das Turmas Julgadoras funcionarão na sala 901 do Fórum Trabalhista, local onde receberão as partes e procuradores que necessitarem de atendimento presencial. O atendimento via telefone está restrito a um ramal para cada uma dessas unidades, conforme portaria.

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGJ Nº 002/2015

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.