Pleno dedica um minuto de silêncio à memória do desembargador Octávio Maldonado

Sessão plenária de 3/9/2019

Na abertura da 7ª Sessão Plenária do TRT da 18ª Região, os desembargadores prestaram homenagem ao desembargador do trabalho Octávio Maldonado, falecido no último sábado. O desembargador-presidente, Paulo Pimenta, iniciou o tributo registrando que Maldonado foi o decano da primeira composição do Regional, tendo contribuido enormemente para os primeiros passos do Tribunal após sua instalação no estado de Goiás.

O desembargador Platon de Azevedo Filho também se referiu ao desembargador Octávio Maldonado e comentou que perdeu um amigo, “um amigo e parceiro”, disse emocionado.

Desembargadores do TRT-18. Maldonado é o terceiro da esquerda para a direita.

Paulo Pimenta discorreu sobre as qualidades essenciais do desembargador Octávio Maldonado, como a generosidade e o comprometimento com princípios morais e legais que impulsionaram a instalação e a forma da administração do TRT em Goiás. O presidente destacou que, na gestão de Octávio Maldonado como presidente do TRT-18, durante o biênio 93/95, ocorreu a profissionalização dos administradores tanto nos cargos de gestão como de direção de Secretarias de Varas, além da exigência de que os requisitados fossem do quadro efetivo do órgão de origem.

Público presente na sessão plenária de 3/9/19

De acordo com o presidente Paulo Pimenta, o desembargador Maldonado foi um cultor do Direito como um todo, que se dedicava com afinco artesanal aos processos trabalhistas. Paulo Pimenta destacou, ainda, que um dos legados de Octávio Maldonado foi a criação da biblioteca do TRT-18.

O desembargador foi também lembrado pela dedicação, ao longo da vida, à Justiça do Trabalho. Sua trajetória teve início em 1963, no cargo de servidor. Em seguida, atuou como magistrado do trabalho, a partir de 1973, tendo se aposentado em 2004. “Foi uma vida inteira dedicada e merecedora de nosso respeito e melhores lembranças do tempo em que contribuiu e fez a história deste TRT”, considerou o presidente.

“As pequenas homenagens que o Tribunal pôde prestar nestes dias são ainda muito tímidas e pálidas diante do que mereceria o desembargador Maldonado”, finalizou o presidente convidando todos os presentes a permanecerem em silêncio por um minuto pelo falecimento do desembargador Octávio Maldonado.

Falecimento

O desembargador-presidente ainda registrou, no início da sessão plenária, a passagem na madrugada de segunda-feira do pai do servidor do TRT-18 Marcos Antunes, o sr. Edson da Rocha Antunes. Paulo Pimenta submeteu ao Pleno a aprovação de mensagem de condolências à família do servidor, que é gestor do Tribunal há muitos anos.

Leia mais:
31/08/2019 – Tribunal decreta luto oficial pelo falecimento do desembargador Octávio Maldonado, instalador e primeiro presidente do TRT 18ª Região

Programa História Oral

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.