Parcela de dinheiro pago em acordo com multinacional beneficiará Bope e Polícia Rodoviária Estadual

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Estado de Goiás e a Polícia Rodoviária Estadual de Goiás (PRE) vão ser beneficiados com parte do valor pago por uma empresa multinacional do ramo de cosméticos em acordo homologado na 3ª Vara do Trabalho de Goiânia após condenação por dano moral coletivo, em ação proposta pelo Ministério Público do Trabalho. Com os recursos, o Bope comprará armamentos e a PRE construirá coberturas em seus postos localizados nas rodovias estaduais que saem da capital e levam às principais cidades turísticas goianas.

A decisão de beneficiar o Bope e a Polícia Rodoviária Estadual partiu do colegiado formado para decidir a destinação dos recursos oriundos do acordo com a multinacional. Desse colegiado fazem parte o desembargador-presidente do TRT18, Paulo Pimenta, o juiz titular da 3ª Vara do Trabalho de Goiânia, Luciano Fortini, e o procurador do Trabalho Januário Ferreira. A decisão consta em ata de audiência realizada na última terça-feira (2/4), no Fórum Trabalhista de Goiânia.

Outras parcelas do montante pago pela empresa já foram destinadas a outros setores da Segurança Pública de Goiás, área escolhida pelo colegiado para beneficiar a sociedade em geral com os recursos do acordo selado entre o MPT e a parte reclamada.

Wendel Franco/Setor de Imprensa

Esta entrada foi publicada em Notícias, TRT18 e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.