Ouvidoria Ativa prestará atendimento no Fórum Trabalhista nos dias 2 e 3 de outubro

Desembargador-ouvidor Gentil Pio

A Ouvidoria do TRT de Goiás prestará atendimento ao público junto ao Cejusc e às Varas do Trabalho da capital nos dias 2 e 3 de outubro. A iniciativa faz parte do projeto Ouvidoria Ativa. No dia 2, o atendimento será feito em frente ao Cejusc – Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas, e no dia 3 no hall de entrada das Varas do Trabalho no 5º andar, a partir das 8h, com a presença do desembargador Gentil Pio de Oliveira, ouvidor do tribunal.

Com o projeto, a Ouvidoria busca aproximar-se ao máximo dos usuários para que tenham a oportunidade de demonstrar suas necessidades e ideias. É o jurisdicionado quem mais demanda os serviços do tribunal e, por essa razão, o projeto Ouvidoria Ativa estará ao menos uma vez por mês prestando atendimento nesse formato. O objetivo é entender quais são as dificuldades coletivas e propagar que a Justiça do Trabalho presta serviços para os empregados, mas também para os empregadores, juízes, servidores e estagiários.

O desembargador Gentil e os servidores que atuam na Ouvidoria estarão pessoalmente conversando com os presentes verificando como o serviço judiciário pode ser melhorado, a adequação do atendimento e a agilidade dos processos.

A unidade recebe mensalmente cerca de 700 manifestações, entre sugestões, críticas e solicitações. A maioria é feita por e-mail e telefone, mas existe a possibilidade de se fazer por escrito pelo WhatsApp, por meio de formulário eletrônico, pessoalmente na Ouvidoria no 1º andar do TRT18 e, agora, pela Ouvidoria Ativa. “A ideia é essa. Uma ouvidoria ativa e mais presente que está ao lado do usuário do serviço público. A noção atual não é mais de cidadão, mas sim de usuário porque pode ser tanto pessoa jurídica ou pessoa física”, afirmou o servidor Jorge Luis Machado.

É a primeira vez que a Ouvidoria Ativa acontece com um público dessa dimensão. Esse ano, foi feita em um formato menor na Ordem dos Advogados do Brasil de Goiânia, Anápolis e em outras grandes seccionais, na Associação Goiana dos Advogados Trabalhistas (Agatra) e em algumas do Varas de Trabalho.

Joyce Farias – estagiária da CCS

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.