Juízes removidos assumem titularidade de Varas em solenidade no TRT18

Da esquerda para a direita: Cleber Sales, Cleuza Lopes, César Silveira, Paulo Pimenta, Breno Medeiros, Luiz Eduardo Paraguassu e Antônio Gonçalves

Em solenidade realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região na manhã desta sexta-feira (14/7), quatro juízes assumiram as titularidades de Varas distintas daquelas onde vinham atuando no Estado de Goiás. A mudança ocorreu devido à aposentadoria da juíza Ana Deusdedith Pereira, ex-titular da Vara de Goiás. Isso ocasionou a remoção de magistrados, observando-se a antiguidade deles no cargo.

Os magistrados César Silveira, Luiz Eduardo Paraguassu, Cleuza Lopes e Antônio Gonçalves Júnior prestaram o compromisso do cargo nas presenças dos desembargadores Breno Medeiros, presidente do TRT18, e Paulo Pimenta, vice-presidente e corregedor-regional do Tribunal, do juiz Cleber Sales, presidente da Amatra18, e de outros magistrados e servidores que participaram do 4º encontro do Projeto TRT para Todos na capital goiana.

César Silveira, agora juiz titular da Vara do Trabalho (VT) de Goiás, discursou representando os colegas que também estavam assumindo a mesma missão. O magistrado parabenizou o desembargador-presidente Breno Medeiros pelo TRT para Todos, frisando que o programa de integração de pessoas já se tornou marca registrada da atual gestão do Tribunal.

O juiz elogiou a dinâmica e a rapidez imprimidas pelo vice-presidente e corregedor no processo de remoção dos magistrados. “O Paulo Pimenta conseguiu, num prazo de três semanas, remover oito juízes e abrir um edital de promoção de um de nossos colegas substitutos. Parabéns pela eficiência e pela transparência que são marcas registradas de seus procedimentos”, destacou.

O juiz Cleber Sales salientou que é natural fechar ciclos na vida de magistrados e que os quatro colegas experientes, que já passaram por outras unidades, estão com os ânimos renovados para assumirem novas VTs com todo o empenho e competência que vêm demonstrando ao longo de suas carreiras.

O desembargador Paulo Pimenta anunciou que, em breve, mais três juízes que também estão sendo removidos receberão oficialmente a titularidade de outras Varas. Ele destacou o engajamento e o comprometimento da Amatra18, dos juízes e da Gerência de Magistrados nas discussões para se chegar a uma remoção rápida.

Desembargador-presidente Breno Medeiros transmite a titularidade das Varas aos magistrados removidos

Último a discursar, o presidente Breno Medeiros observou que César Silveira optou por ir para Caldas Novas para ficar perto do pai dele. O desembargador ressaltou que essa marca do povo goiano de querer estar junto dos seus entes queridos deve ser sempre exaltada porque é uma característica não só de Goiás, mas também do TRT18. “Isso é muito importante e nada mais apropriado do que uma solenidade de assunção no TRT para Todos para demonstrar que estamos todos integrados”, concluiu.

Veja a nova lotação dos juízes que assinaram o termo de assunção de titularidade:

César Silveira – removido para a titularidade da Vara do Trabalho de Goiás, em decorrência da aposentadoria da juíza Ana Deusdedith Pereira.

Luiz Eduardo da Silva Paraguassu – removido para titularidade da 1ª Vara do Trabalho de Anápolis, em virtude da remoção do juiz Antônio Gonçalves Pereira Júnior para a 9ª Vara do Trabalho de Goiânia.

Cleuza Gonçalves Lopes – removida para a titularidade da 8ª Vara do Trabalho de Goiânia, em virtude da remoção do juiz Luiz Eduardo da Silva Paraguassu para a 1ª Vara do Trabalho de Anápolis.

Antônio Gonçalves Pereira Júnior – removido para a titularidade da 9ª Vara do Trabalho de Goiânia, em virtude da remoção da juíza Cleuza Gonçalves Lopes para a 8ª Vara do Trabalho de Goiânia.

Wendel Franco
Seção de Imprensa-CCS

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.