Exposição de livros do Projeto Livre-se atrai grande número de pessoas

Sala de estudos da biblioteca ficou lotada durante a exposição de livros

A sala de estudos individuais da Biblioteca do TRT18 ficou pequena para o grande número de pessoas que prestigiou a 1ª edição de 2018 do “Projeto Livre-se” realizada na tarde desta segunda-feira (12/3) no primeiro andar do Fórum Trabalhista de Goiânia. Em comemoração ao Dia do Bibliotecário, a chefe da Seção de Biblioteca do Tribunal, Márcia Simaan, organizou uma exposição de revistas, livros e DVDs jurídicos que foram doados aos participantes do evento.

Desembargador Welington Peixoto esteve no evento

O desembargador Welington Peixoto participou da exposição e disse ter ficado muito feliz em ver tanta gente reunida para a ocasião. “Um povo desenvolvido é um povo que aprende e a leitura fortalece muito isso. O evento este ano foi um sucesso total. Ano passado eu estive aqui e vi poucas pessoas participando”, destacou o desembargador, que estava acompanhando de duas assessoras. Duas estagiárias que trabalham no gabinete dele também estavam entre os que puderam escolher e levar para casa várias publicações jurídicas.

Rhenan Lemes

O bacharel em Direito Rhenan Lemes foi um dos primeiros a entrar na sala, cujo acesso foi organizado por senhas distribuídas na biblioteca. O jovem levou para casa nove livros que ele vai utilizar em seus estudos para concursos públicos. Rhenan frequenta a biblioteca do TRT diariamente e deu nota 10 ao evento.

Kelly Cristina

Kelly Cristina Oliveira, estagiária da Secretaria de Gestão de Pessoas do TRT, cursa Administração e escolheu seis livros. “Peguei aqueles mais direcionados para meus estudos para o concurso do Tribunal”, ressaltou a moça. Ela destacou que a doação de livros e materiais jurídicos promovida pela biblioteca, por meio do Projeto Livre-se, é muito importante principalmente para quem não tem como gastar muito com esse material.

Jaelita de Oliveira

A advogada com atuação nas áreas Trabalhista e Cível Jaelita Moreira de Oliveira garantiu para si 11 livros, que tratam de doutrina e de Direito Constitucional e Administrativo. “Vão me auxiliar no meu trabalho diário e também num concurso que eu possa vir a prestar”, contou.

Raquel Carvalho

O evento teve uma grande participação de trabalhadores terceirizados do TRT. Uma delas foi Raquel Carvalho, que levou seis livros para casa. Apesar de cursar Enfermagem na faculdade onde estuda, Raquel disse que gosta de ler e aprender também assuntos de outras áreas e que os livros doados vão servir também para parentes dela. Ela frisou que foi muito importante o Tribunal ter dado a oportunidade aos terceirizados de participarem da exposição. O evento contou também com sorteio de brindes aos participantes e com um lanche.

Livre-se

Até 2012, os eventos que envolviam o descarte de obras pela biblioteca do TRT eram feitos bienalmente, numa força-tarefa gigantesca que demandava muito tempo e o destacamento de uma equipe específica para realização do tradicional Bazar do Descarte.

O Projeto Livre-se foi lançado em março de 2017, com slogan descontraído que, ao mesmo tempo, incentiva a doação do material bibliográfico e faz lembrar que a leitura liberta o indivíduo. O objetivo principal é dinamizar o acervo, mediante descarte criterioso de obras em duplicata que são doadas aos interessados, liberando estantes e prateleiras para novas aquisições e, ainda, possibilitando a a democratização do conhecimento, mediante o recebimento de doação de obras por parte de quem tenha material em casa que já tenha sido utilizado e que no momento esteja apenas ocupando espaço.

No ano passado, o Projeto Livre-se promoveu a doação de aproximadamente 1.500 exemplares de livros e revistas, tanto da área jurídica como de interesse geral. Também encaminhou para a reciclagem aproximadamente 2.800 kg de papel. A ideia do Livre-se  é possibilitar a ampliação das coleções da biblioteca, mediante a doação permanente de livros por parte de magistrados, servidores e advogados.

A iniciativa tem contado com a simpatia de grande número de magistrados, além de servidores, advogados e membros da comunidade que, em apenas um ano, já doaram aproximadamente 2,5 mil exemplares para o Livre-se.

Somente nesta última edição do evento foram disponibilizados cerca de 500 exemplares de livros e mais de 300 periódicos, além de dezenas de DVDs. De acordo com a chefia da Biblioteca, em pouco mais de meia hora o material em exposição praticamente se esgotou. “A exposição será remanejada durante toda a semana e todos os dias haverá reposição de material”, informou Márcia Simaan.

 

Wendel Franco
Setor de Imprensa-CCS, com informações da Seção de Biblioteca

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.