Juízas do trabalho participam de curso sobre métodos ergonômicos oferecido pelo MPT

Aulas estão sendo ministradas pela professora italiana Daniela Columbini, referência na área

Curso MPTAs juízas do trabalho Maria Aparecida Prado Fleury Bariani, titular da 4ª VT de Goiânia, e Alciane Alciane Margarida de Carvalho, titular da VT de Inhumas, participam do curso oferecido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Goiás sobre avaliação dos riscos em atividades repetitivas e deslocamentos de cargas. Vinte e cinco pessoas participam das aulas, ministradas pela professora e pesquisadora italiana Daniela Columbini.

O curso é uma realização do Projeto de Adequação das Condições de Trabalho em Frigoríficos, da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente de Trabalho (Codemat). Nas aulas, a professora Columbini apresenta os métodos Ocra e Niosh, desenvolvidos, respectivamente, para prevenir distúrbios musculoesqueléticos dos membros superiores e quantificar a  carga máxima a ser manuseada e movimentada numa atividade de trabalho.

Também estão na coordenação Edoardo Santino e Ruddy Facci, da Escola Ocra Brasiliana. O curso é custeado a partir de multas relativas a descumprimento de Termo de Ajuste de Conduta (TAC) e vai até esta terça-feira, dia 4 de novembro.

Fonte – Assessoria de Comunicação do MPT

Esta entrada foi publicada em Escola Judicial, Notícias, TRT18 e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.