TRT promove seminário sobre trabalho seguro em ambiente rural

IMG_3933O Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO) promoveu na sexta-feira, 3/10, o Seminário sobre Trabalho Seguro em Ambiente Rural, no auditório do Fórum Trabalhista de Goiânia. O objetivo foi promover entre os participantes a discussão de temas relacionados ao trabalho prestado em ambiente rural e formas de prevenção de acidentes e doenças do trabalho.

O evento, promovido pela Escola Judicial do TRT, faz parte do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, que tem como uma de suas metas a realização de evento científico para discussão de temas relacionados à prevenção de acidentes do trabalho, neste ano de 2014 com foco no trabalhador rural. Participaram do seminário magistrados e servidores do TRT Goiás, membros e servidores do Ministério Público do Trabalho e servidores da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.

IMG_3895O expositor José Antônio Tiezmann, que é doutor e mestre em Direito Ambiental pela Universidade de Limonges (França), proferiu a palestra Balanço e perspectivas da proteção do meio natural no Brasil, sob a ótica das atividades agrárias. Ele falou sobre alguns marcos do direito ambiental brasileiro e fez uma análise da situação atual. Segundo ele, há hoje uma institucionalização da proteção ao meio ambiente, conscientização e educação tangíveis. Entretanto, ele criticou a lentidão de processos ambientais, que obriga empresas a funcionarem ilegalmente. “Com isso, o meio ambiente sofre as consequências, e também o trabalhador que exerce suas atividades em um ambiente insalubre e contaminado”, avaliou.

O professor da Universidade Estadual do Centro-Oeste, Erivelton Fontana Laat, doutor em Engenharia de Produção com ênfase em Ergonomia, proferiu a palestra “Ergonomia e trabalho rural”. Ele falou sobre a importância da ergonomia do ambiente rural e fez uma exposição sobre sua tese de doutorado “Trabalho e risco no corte manual da cana-de-açucar”, de Santa Bárbara d’Oeste, em São Paulo. Na parte da tarde, as palestras ficaram por conta do médico do trabalho João Anastácio Dias, que falou sobre o estresse mental em ambiente de trabalho rural, e do procurador do trabalho Marcello Ribeiro Silva, com a palestra “Meio ambiente rural: exploração econômica e dignidade humana”.

IMG_3939A presidente do TRT, desembargadora Elza Silveira, fez o encerramento do evento. Na ocasião, ela comentou que a partir do momento em que o trabalhador transpõe os portões de uma fábrica ou a porteira de uma fazenda, ele passa a ser um empregado com a proteção da CLT. Ela ressaltou a importância de se mudar a cultura existente no campo de aceitação do trabalho degradante e reforçou a necessidade de se promover o trabalho decente também no meio rural.

Lídia Neves
Núcleo de Comunicação Social
Esta entrada foi publicada em Escola Judicial, Notícias e marcada com a tag , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.