Centro de Memória

memorial paulo fleury memorial paulo fleury 2 memorial forum trabalhista memorial goiania 2

CENTRO DE MEMÓRIA JUIZ PAULO FLEURY DA SILVA E SOUZA

Com a finalidade de promover o levantamento histórico da Justiça Trabalhista no Estado de Goiás, preservar a memória do TRT, formar o acervo permanente do Centro de Memória, estimular e promover intercâmbio com instituições culturais e educacionais visando o resgate da memória trabalhista no Estado, estimular a consciência social, na pesquisa, conservação e restauração do patrimônio trabalhista no Estado, em agosto de 2000, foi instituído o “Centro de Memória Juiz Paulo Fleury da Silva e Souza” (RA nº 029, de 29.08.2000).

O acervo é o resultado de pesquisas efetuadas na documentação desta Corte, bem como junto aos TRTs da 3ª e da 10ª Região sediados, respectivamente, em Belo Horizonte e Brasília, que deram origem ao Tribunal da 18ª Região. Esse acervo é constituído de documentos, autos de processos, fotografias, fitas de vídeo, filmagens, livros e objetos que, desde 1939, registram parte da trajetória desta Justiça Especializada e em razão de seu valor histórico, informativo ou probatório, devam ser definitivamente preservados.

Atualmente, o Centro de Memória Juiz Paulo Fleury da Silva e Souza, também denominado Seção de Registro e Preservação da Memória Institucional (Resolução Administrativa nº 26/2011), encontra-se vinculado à Escola Judicial e tem como atribuições: promover o levantamento e a preservação do patrimônio histórico da 18ª Região da Justiça do Trabalho; formar e manter o seu acervo permanente, físico e digital, procedendo ao inventário dos bens sob sua guarda; organizar e manter o espaço de exposições do Centro de Memória; estimular e promover intercâmbio com instituições culturais e educacionais visando o resgate da memória trabalhista e estimular a consciência social na pesquisa, conservação e restauração do patrimônio trabalhista goiano.

Subpáginas

Anexos

Os comentários estão encerrados.