CSJT realiza campanha sobre o Plano Estratégico da Justiça do Trabalho

Campanha de comunicação vai abranger resultados alcançados, metas para o período entre 2015 e 2020, além de iniciativas de gestão dos TRTs bem sucedidas.

1º DropA Coordenadoria de Gestão Estratégica (CGEST) do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) realizará, neste primeiro semestre de 2015, campanha de comunicação voltada para as Varas e os Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs). A ação terá o objetivo de valorizar os resultados obtidos em metas da Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus, de forma a reconhecer o empenho dos magistrados e dos servidores, além de mostrar a importância do planejamento para alavancar a entrega de resultados à sociedade.

Um dos resultados que serão destacados faz referência à meta que solicitou aos órgãos da Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus a identificação e o julgamento, até o fim de 2014, de pelo menos 90% dos processos distribuídos e não julgados até 2011. Ainda com relação a essa meta, havia o objetivo de identificar e julgar, até 31 de dezembro de 2014, pelo menos 80% dos processos distribuídos, até o fim de 2012, nas Varas do Trabalho (VTs) e nos TRTs.

Para atingir a primeira parte da meta, seria necessária a resolução de 998.172 processos, mas as VTs e os TRTs superaram a demanda ao julgarem cerca de 1.083.926 processos distribuídos até dezembro de 2011. Quanto à segunda etapa da meta, seria necessário julgar aproximadamente 949.263 processos, porém os órgãos da Justiça do Trabalho de primeiro e segundo graus superaram a meta, uma vez que resolveram cerca de 1.126.111 processos distribuídos até o fim de 2012. Outra informação que vai ser ressaltada na campanha é o número de ações julgadas em 2014 (aproximadamente 3.077.580).

Com base no slogan “Planejamento é uma forma de encontrar o caminho para alcançar esse e outros resultados”, a campanha apresentará aos magistrados e aos servidores três das 13 metas previstas no Plano Estratégico da Justiça do Trabalho de 2015 a 2020. Essas metas são as seguintes: aumentar o número de processos solucionados por conciliação; concluir, em um ano, mais execuções do que as iniciadas nesse mesmo período; e aperfeiçoar a governança da gestão de pessoas.

A campanha. Em textos jornalísticos e peças publicitárias, a CGEST pretende ilustrar a construção da estratégia da Justiça do Trabalho, na qual as orientações do plano estratégico formam o caminho para que os órgãos da Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus cheguem aos benefícios da efetividade, da celeridade, da produtividade, da baixa litigiosidade e da qualidade de vida para seus colaboradores. Para compreender o caminho adotado, será necessário “descobrir” os resultados das metas anteriores que poderão ser visualizados por meio de uma “luneta”.

Apresentação. A CGEST apresentou a campanha ao Comitê Gestor da Estratégia da Justiça do Trabalho (CGE-JT) durante reunião em 26 de fevereiro. Após a aprovação dos materiais da campanha, os integrantes do comitê se comprometeram a identificar e enviar à CGEST projetos que tenham gerado benefícios ao jurisdicionado e que tenham sido executados pelos TRTs em virtude das metas estratégicas. Esses casos serão apresentados nessa ação de comunicação sobre o Plano Estratégico da Justiça do Trabalho.

Guilherme Santos

ASCOM/CSJT
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
É permitida a reprodução mediante citação da fonte.
csjt-imprensa@tst.jus.br

Esta entrada foi publicada em Gestão, Notícias e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.