Crítica: Em CD com releituras de Marisa Monte, Silva expande suas possibilidades

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Capa do mais novo álbum de Silva. Foto: Divulgação

Se Júpiter (2015) denunciou uma guinada de Silva rumo a um pop palatável, Silva Canta Marisa surge para desconstruir a ideia de que o capixaba havia perdido o fôlego inventivo. O álbum funde a introspecção inerente ao debute dele (Claridão, de 2012) ao lado mais R&B de Marisa Monte – como ocorre em “Tema de Amor” e “Não Vá Embora”. Com 12 canções que reconstroem a rica genealogia musical da carioca, Silva Canta Marisa mostra que o músico segue buscando expandir suas possibilidades.

Fonte: Rolling Stone Brasil/Gabriel Nunes.

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Rádio e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.