Corregedoria Regional realiza correições por videoconferência nas Varas do Trabalho de Posse e Mineiros

Facebooktwitteryoutubeinstagram
IMG_0894

Correição realizada por videoconferência na Vara do Trabalho de Posse, com a presença do juiz titular Whatmann Barbosa Iglesias e advogados

2015-10-29 correição mineiros (6)

Correição realizada na Vara do Trabalho de Mineiros. Momento da audiência pública do desembargador-corregedor, Platon Teixeira Filho, com advogados. A correição foi acompanhada pela juíza Ana Terra Fagundes

2015-10-29 correição mineiros (14)

Advogados de Mineiros conversam com o desembargador Platon Teixeira Filho

Iniciativa pioneira na Justiça do Trabalho no país, a realização das duas primeiras correições ordinárias por videoconferência da 18ª Região foi um sucesso. As correições foram realizadas na quarta-feira, 28/10, na Vara do Trabalho de Posse e hoje, 29/10, na Vara do Trabalho de Mineiros. O projeto atingiu as expectativas do desembargador-corregedor, Platon Teixeira Filho, que pôde conversar em tempo real com os advogados e ouvir suas sugestões e reivindicações.

“A única diferença é que não podemos cumprimentar pessoalmente as partes”, ressaltou o magistrado. Ele lembrou, no entanto, que a correição por meio de videoconferência será realizada de forma excepcional, priorizando as varas do trabalho com pouca movimentação processual, e em situação de total regularidade na prestação jurisdicional.

Para o diretor da Secretaria da Corregedoria Regional, Marcelo Marques, o projeto justifica-se pela significativa economia de gastos com deslocamento de juízes e servidores. Ele informou que só em 2015 os gastos com diárias da atividade correcional chegaram a R$ 42 mil. A ideia, segundo ele, é que a tecnologia também seja utilizada em cursos da Escola Judicial, em treinamentos de novas ferramentas do PJe e em reuniões do presidente com os juízes de primeiro grau que atuam no interior.

O projeto foi idealizado pela Secretaria da Corregedoria Regional e desenvolvido pela Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações (STIC) e permite a realização de conferências simultâneas em até 16 localidades diferentes. Foram adquiridos 11 conjuntos e investidos R$ 625 mil. Em 2016, serão adquiridos mais 10 conjuntos para que todos os foros trabalhistas do interior possam ser atendidos.

Fabíola Villela – Seção de Imprensa

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.