Histórico

As ações socioambientais no TRT da 18ª Região nasceram de forma espontânea por meio da iniciativa de servidores e magistrados que destacavam no local de trabalho ações em prol do meio ambiente, sendo apoiados pelo Tribunal no desenvolvimento das atividades. As ações que desenvolviam-se de forma descentralizada, foram se multiplicando e angariando a participação cada vez maior de servidores, magistrados e sociedade. Em consequência da importância e necessidade que os projetos socioambientais marcavam na realidade do TRT da 18ª Região, a sua instituição de forma oficial era um fato a ser concretizado e abriria espaço às próximas conquistas.

Por meio da Portaria TRT 18ª GP/DG Nº 156/2007, de 11 de dezembro de 2007, o Tribunal Laboral Goiâno, dá o primeiro passo na formalização da responsabilidade socioambiental como uma atribuição institucional, ao constituir a Comissão de Gestão Ambiental do TRT-18ª Região. Esta Comissão surge em consonância com as políticas públicas que visam à formação e recuperação de um ambiente ecologicamente equilibrado e à conscientização sobre a necessidade de efetiva proteção ao meio ambiente, competindo ao colegiado ambiental o planejamento, a elaboração e o acompanhamento de medidas, com fixação de metas anuais, visando à correta preservação do meio ambiente.

A primeira composição da Comissão de Gestão Ambiental era formada pelas servidoras CÁSSIA MARIA SEBBA KAFURI, presidenta da Comissão, HOSANA MARY DE LACERDA, SILVANA TOLEDO DO NASCIMENTO e AMANDA FAGUNDES LIMA.


Os comentários estão encerrados.