Ações do Setor de Responsabilidade Socioambiental BIÊNIO 2013/2014

As ações de sustentabilidade constantes no referido Plano de Logística Sustentável dividem-se em cinco grupos: materiais de consumo, energia elétrica, água, coleta seletiva e contratações sustentáveis.

Substituição do copo descartável pelo copo de vidro

A campanha contou com a adesão de magistrados, servidores e estagiários. O sucesso da ação foi verificado no primeiro ano de realização, em que foi registrada uma redução de quase 50% no consumo de copos descartáveis. Estão envolvidas na campanha tanto unidades da capital quanto do interior.

Banner Lona2(1)

Uso racional do papel

Com o advento do Processo Judicial Eletrônico na área judiciária e do SISDOC na área administrativa, os processos no âmbito da 18ª Região Trabalhista são realizados por meio eletrônico. Essa realidade afeta diretamente o uso do papel para impressão pelas unidades do Tribunal, reduzindo consideravelmente o seu consumo, alcançando a marca de quase 16% de economia de 2013 para 2014.

Tornar mais eficiente o consumo de energia elétrica e de água

Foram realizadas campanhas de sensibilização junto aos usuários para incentivar o uso sustentável dos recursos, como energia elétrica e água, e a conservação do meio ambiente. Está em andamento a instalação de software gerenciador de energia, com o objetivo de monitorar e tornar mais eficiente o seu consumo. Em relação ao consumo de água, o Fórum Trabalhista de Goiânia conta com coletor de captação de água da chuva, que é reutilizada para a rega dos jardins do imóvel.

Combate ao desperdício de café

Uma medição do consumo e desperdício de café realizada no Fórum Trabalhista de Goiânia e no edifício Ialba-Luza entre os dias 16 e 20 de setembro de 2013 registraram o considerável índice de quase 40% de desperdício da bebida. Diante disso, foram realizadas campanhas de sensibilização junto ao público interno, alertando para a mudança de hábito e o consumo consciente. Outra ação em andamento é a redução de duas para apenas uma garrafa de café entregue por unidade.

a3

Coleta seletiva solidária avança em todo o Estado

Dar continuidade e aperfeiçoar a coleta seletiva solidária no âmbito do TRT da 18ª Região é outra prioridade do Plano de Logística Sustentável. A coleta seletiva está sendo organizada de forma a atender a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (Lei 12.305, de 2 de agosto de 2010) e o Decreto nº 5.940, de 25 de outubro de 2006.

Foram instalados 27 coletores exclusivos para pilhas e baterias, sendo quatro nas unidades da Capital e 23 coletores instalados nas Varas do Trabalho das cidades de Anápolis, Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Catalão, Ceres, Formosa, Goianésia, Goiás, Goiatuba, Inhumas, Iporá, Itumbiara, Jataí, Luziânia, Mineiros, Pires do Rio, Porangatu, Posse, Quirinópolis, Rio Verde, São Luís de Montes Belos, Uruaçu e Valparaíso de Goiás.

As Varas do Trabalho de Anápolis, Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Catalão e Jataí também foram contempladas com cestos para coleta seletiva de plástico, papel, metal e não reciclável, uma vez que o Poder Público local desses municípios realiza a coleta seletiva solidária.

Descontaminação de lâmpadas fluorescentes

Em continuidade a uma prática que teve início em 2009, o TRT de Goiás descartou em março de 2014 cerca de 1.800 lâmpadas fluorescentes utilizadas pelo Tribunal. As lâmpadas foram coletadas por funcionários de empresa especializada, contratada pelo Tribunal para efetuar o descarte consciente de produtos com algum grau de toxidade.

Muitas pessoas desconhecem o perigo de contaminação que pode ocorrer na quebra acidental da lâmpada fluorescentes. Elas não podem ser jogadas diretamente no lixo por terem como um de seus componentes principais o mercúrio, um metal pesado e extremamente tóxico. Em forma de gás, o mercúrio contamina o ar e o lençol freático e, por consequência, o ser humano. Nesse caso, roupas e utensílios eventualmente contaminados devem ser descartados e não simplesmente lavados e reutilizados.

Semana de Responsabilidade Socioambiental

No período de 16 a 19 de setembro de 2014, foi realizada a 2ª Semana de Responsabilidade Socioambiental do TRT de Goiás. O Objetivo foi destacar a importância dos pequenos gestos na economia de gastos, uso consciente de recursos e redução do consumo. O evento contou com palestra da professora do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Rosângela Mendanha da Veiga, mestra em Desenvolvimento e Planejamento Territorial pela PUC Goiás, que apresentou um panorama geral da problemática do gerenciamento do lixo.

Participaram da palestra servidores, público externo e os terceirizados responsáveis pela limpeza, copeiragem e conservação dos prédios da Capital. Foram, ainda, distribuídas mudas de árvores do Cerrado, como ipês em suas variadas cores, além de vasos com hortaliças, numa parceria com a AMMA, Agência Municipal do Meio Ambiente.

Capacitação em Temas Socioambientais

Por meio da Escola Judicial da 18ª Região Trabalhista, está sendo realizado o curso “Introdução a Temas Socioambientais”, na modalidade a distância. Cerca de 50 pessoas, entre servidores e magistrados, estão participando da capacitação, que teve início no dia 2 de março de 2015 e aborda questões voltadas para o conceito de sustentabilidade, consciência ecológica e responsabilidade social e ambiental. O curso funciona como mais um canal de comunicação e sensibilização do público interno quanto às ações socioambientais do Tribunal, disseminando conhecimento e formando futuros agentes multiplicadores.


Os comentários estão encerrados.