9ª Vara do Trabalho de Goiânia cumpre todas as metas do CNJ e recebe elogios em correição

Desembargador Daniel Viana, em pé ao centro, com a equipe da 9ª VT de Goiânia

A 9ª Vara do Trabalho de Goiânia cumpriu todas as sete metas nacionais estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no ano de 2018, com destaque para a da conciliação, cujo índice de acordo de 49,6% ficou acima da média aferida para o Fórum Trabalhista de Goiânia (46,52%), e para a meta relacionada à execução, que teve índice de cumprimento de 169,2%. Esse desempenho permitiu à unidade conquistar o Selo Metas do CNJ 2018 na categoria Ouro. A premiação foi instituída pelo TRT18 em reconhecimento à eficiência do primeiro grau.

Corregedor Daniel Viana em reunião com os juízes Antônio Gonçalves e Wanderley Rodrigues e com o diretor de Secretaria da Corregedoria, Marcelo Marques

Em visita à 9ª VT no último dia 20, o desembargador-corregedor do TRT18, Daniel Viana, parabenizou e elogiou os juízes Antônio Gonçalves Júnior, titular, e Wanderley Rodrigues da Silva, auxiliar, e os servidores, na pessoa do diretor de Secretaria Danilo Cunha Diniz, pelos excelentes resultados apurados pela Corregedoria. “Quero dizer a vocês da minha satisfação de vir aqui e constatar como essa Vara reagiu, face aos números que não estavam tão bem em 2017, e ver como vocês melhoraram e hoje estão numa situação excelente tanto quanto a prazos de sentença, como de cumprimento de despachos e dos serviços de secretaria”, enfatizou o desembargador antes da leitura da ata de correição.

O índice de produtividade da 9ª Vara aumentou nos últimos três anos, passando de 94% em 2016 para 116% em 2017 e atingindo 138% em 2018. Esse salto teve como consequência a redução do estoque de processos. O prazo médio da entrega da prestação jurisdicional nas ações submetidas ao rito sumaríssimo, ao final de 2018, era de apenas 63 dias, bem abaixo do limite fixado pela Corregedoria Regional, de 90 dias. No entanto, o desembargador-corregedor recomendou aos magistrados titular e auxiliar que continuem se esforçando para reduzir o prazo médio de duração dos processos que tramitam no rito ordinário.

Durante a correição, o advogado Mário José de Sá esteve na 9ª Vara do Trabalho para conversar com o desembargador Daniel Viana. Mário elogiou os servidores da Secretaria pela presteza e cordialidade no atendimento e os magistrados titular e auxiliar pela urbanidade e sobriedade na condução das audiências.

Saiba mais sobre o desempenho da 9ª VT de Goiânia acessando a ata de correição aqui.

Setor de Imprensa

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.