7ª Vara do Trabalho de Goiânia aumenta índice de solução dos processos, constata Corregedoria

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Corregedor Daniel Viana com a equipe da 7ª VT de Goiânia

A 7ª Vara do Trabalho de Goiânia recebeu 1.554 processos no ano passado e solucionou 2.118 no mesmo período, elevando o percentual de cumprimento da meta 1 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de 122,9% em 2017 para 148,1% em 2018. O desempenho da Vara nesse indicador foi classificado como excelente pelo corregedor do TRT18, desembargador Daniel Viana Júnior, durante a visita correicional realizada na unidade no dia 18/3. Essa meta foi uma das cinco cumpridas pela 7ª VT, que também se destacou no cumprimento da meta 7, relacionada ao julgamento dos processos dos maiores litigantes. O índice obtido foi de 182%.

O corregedor constatou que a produtividade dos juízes da 7ª VT da capital tem aumentado consideravelmente, registrando os índices de 90% em 2016, 111% em 2017 e 136% em 2018, o que permitiu a redução do estoque de processos. O prazo médio da entrega da prestação jurisdicional nos processos submetidos ao rito sumaríssimo, ao final de 2018, era de apenas 81 dias, abaixo do limite fixado pela Corregedoria Regional, 90 dias. Por outro lado, o prazo médio de duração dos processos no rito ordinário permanece elevado, apurado em 381 dias no ano passado. O corregedor recomendou aos magistrados que se esforcem para a redução desse prazo para menos de 180 dias. Outra recomendação foi a de que os juízes prolatem sentenças líquidas, procedimento importante para agilizar a fase de execução.

Com relação aos serviços da Secretaria da Vara, o desembargador-corregedor constatou que os processos estão sendo regularmente impulsionados, com observância dos prazos legais e das determinações emanadas pelos magistrados titular e auxiliar. Daniel Viana parabenizou todos os servidores, na pessoa do diretor Vanderlei de Mendonça, pelo comprometimento na execução de suas tarefas.

Daniel Viana conversa com os juízes da 7ª VT

O corregedor destacou ainda que a impressão da Corregedoria parece ser a mesma do público externo que, na última pesquisa de satisfação feita pelo Tribunal, deu boa avaliação à 7ª VT nos quesitos cordialidade no atendimento, clareza e precisão das informações prestadas pelos servidores e atuação dos magistrados. Por fim, a juíza titular Eunice de Castro agradeceu a todos os servidores que integram a equipe da Vara e ressaltou a boa parceria de trabalho com o juiz auxiliar Celismar Figueiredo.

Saiba mais sobre o desempenho da 7ª VT de Goiânia acessando a ata de correição aqui.

Setor de Imprensa

Facebooktwitter

Esta matéria tem cunho meramente informativo, sem caráter oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
comunicacao@trt18.jus.br

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.