4ª Semana Nacional da Conciliação Trabalhista: Vigilante e empresas de segurança fazem acordo de quase R$ 31 mil no TRT18

Da esquerda para a direita: Ribamar de Oliveira; advogado Rodrigo Pereira; preposta da Braspress, Ivone Gama; advogado Guilherme Bentzen e preposto da Fortesul, Igor Torres

A semana começou com um problema a menos para o trabalhador Ribamar Divino de Oliveira e as empresas Fortesul e Braspress, que atuam na área de segurança e vigilância. As partes aproveitaram a realização da 4ª Semana Nacional da Conciliação Trabalhista em todo o país e deram fim, no Cejusc do Fórum Trabalhista de Goiânia, a um processo judicial que já durava três anos e estava em fase de execução. Com o acordo, Ribamar receberá das empresas R$ 30,9 mil reais, valor referente a verbas trabalhistas do antigo contrato de trabalho.

A conciliação deixou o vigilante patrimonial satisfeito. Ele contou que estava precisando muito do dinheiro, que será parcelado em três vezes, devendo a dívida ser quitada até o início de julho. Ribamar de Oliveira comemorou o desfecho das negociações e avaliou que o acordo foi melhor que deixar o processo tramitando ainda por tempo indeterminado no judiciário. “Agora eu vou cuidar da minha vida e eles vão cuidar da deles. É uma preocupação a menos e uma vitória”, ressaltou o trabalhador.

As empresas foram representadas na audiência de conciliação por dois prepostos. Um deles, Igor Pereira Torres, contou que a firma passou por dificuldades financeiras pela falta de recebimento de valores referentes a serviços prestados e, por isso, não conseguiu honrar com todos os compromissos assumidos com seus funcionários. “Estamos com várias audiências conciliatórias esta semana, estamos com várias propostas e esse caso nós conseguimos resolver”, explicou.

Nº do processo: 0011986-88.2015.5.18.0004

Wendel Franco
Setor de Imprensa-CCS

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.